quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Governador autoriza obras de sinalização viária em 104 municípios paranaenses‏

O governador Beto Richa assinou nesta terça-feira (18), em solenidade no Palácio das Iguaçu, em Curitiba, a ordem de serviço para obras de sinalização viária em 104 municípios, de todas as regiões do Estado. O convênio é entre o Departamento Estadual de Trânsito (Detran-PR) e as prefeituras e soma R$ 13,9 milhões.

Esta é a terceira fase do programa, que no total recebe, do Governo do Estado, investimentos de R$ 28,9 milhões, em 232 cidades. Os valores são provenientes da arrecadação de multas e estavam depositados no Fundo de Reequipamento de Trânsito. O recurso é investido em sinalização viária vertical, como a instalação de placas nas vias, e horizontal, que inclui a pintura de faixas de pedestre, de estacionamento, advertências.

“Este programa de sinalização viária traz uma série de vantagens, pois ajuda no dia a dia dos cidadãos, garante mais segurança aos cidadãos, uma melhor orientação viária e, esteticamente, deixa as cidades mais agradáveis”, disse Richa.

O governador destacou as ações do governo nos municípios. “A liberação de recursos para os municípios paranaenses tem sido sistemática, como resultado do ajuste fiscal, que faz com que o Paraná retome seus investimentos normalmente”, afirmou.

A recomposição de alíquotas de impostos e a redução de despesas da máquina pública, afirmou o governador, possibilita um repasse maior de recursos do Governo do Estado aos municípios, ao contrário dos recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

Entre janeiro e julho deste ano, as transferências do ICMS e do IPVA do Estado para os municípios aumentaram 20% com relação ao mesmo período do ano passado. “Os recursos arrecadados tiveram importância fundamental no equilíbrio das contas municipais neste momento de crise e de retração da economia”, ressaltou Richa.

SINALIZAÇÃO PADRÃO – O objetivo do governo estadual é desenvolver um padrão de sinalização viária para todas as cidades paranaenses que ainda não estão conveniadas ao Sistema Nacional de Trânsito (STN).

O diretor-geral do Detran, Marcos Traad, explicou que, para isso, é preciso organizar uma estrutura de sinalização viária que permita organizar o fluxo de pedestres, ciclistas e veículos. “De forma dinâmica, com atualizações, adequações e complementações constantes, que acompanhem a expansão do perímetro urbano, a criação de novos bairros e a alteração no fluxo de vias, por exemplo”, disse Traad. “Está incluído no programa tudo aquilo que diz respeito à melhoria da segurança e do fluxo de veículos nas cidades”, explicou Traad.

O Detran também fornece todo o suporte técnico e consultoria em engenharia de Trânsito aos municípios. De acordo Marcos Traad, isso é necessário porque muitos projetos antigos das prefeituras para a sinalização estavam desatualizados. “Isso nos trouxe um transtorno muito grande. Tivemos que auditar os projetos antigos, identificar os problemas técnicos que apresentavam e, por meio desse programa, pudemos corrigi-los”, disse ele. “É um processo mais longo, mas nós primamos pela qualidade”, afirmou.

IMPORTÂNCIA - Os recursos são divididos de acordo com a população de cada município. Os que têm até 15 mil habitantes recebem investimentos de R$ 120 mil. As cidades que possuem entre 15 mil e 30 mil habitantes recebem R$ 200 mil e as cidades com mais de 30 mil moradores têm projetos de R$ 250 mil.

De acordo com o prefeito de Wenceslau Braz (Norte Pioneiro), Ataíde Ferreira dos Santos Junior, o programa irá contribuir para acabar com os problemas de sinalização da cidade. “Fizemos vários investimentos de recape asfáltico e revitalização das vias, mas não tínhamos recursos para fazer a sinalização, que traz mais segurança à população”, afirmou.

No município de Novo Itacolomi, no Vale do Ivaí, os recursos também vêm em boa hora. “A Rodovia do Milho passa pelo município e não temos a sinalização necessária. A cidade inteira, que pede pela sinalização, terá mais segurança”, afirmou o prefeito Roberto Munhoz.

Em São Jorge do Patrocínio (Noroeste), segundo o prefeito Valdelei do Nascimento, é grande a necessidade de melhoria da sinalização viária da cidade. “Precisamos fortalecer a segurança, principalmente dos pedestres, e a organização do trânsito em nossa cidade”, explicou.

PRESENÇAS – Participaram do evento a secretária do Trabalho e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o presidente da Assembleia Legislativa do Paraná, Ademar Traiano; o líder do Governo na Assembleia, deputado Luiz Cláudio Romanelli; o secretário do Esporte e Turismo, Douglas Fabrício; o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche; o presidente da Federação das Empresas de Transporte de Carga do Paraná (Fetranspar), Sérgio Malucelli e os deputados estaduais Artagão Junior, Bernardo Carli, Plauto Miró, Maria Vitória Barros, Élio Rusch, Guto Silva, Thiago Amaral, Cobra Repórter, Márcio Nunes, Evandro Junior, Nelson Justus, Fernando Scanavaca, Jonas Guimarães, Paulo Litro, Alexandre Curi, Husseim Bakri e Vilmar Recheimback.


CONFIRA AS CIDADES BENEFICIADAS

As 104 cidades beneficiadas pelo convênio para obras de sinalização viária são, nesta terceira etapa do programa: Alto Paraná, Altônia, Amaporã, Antonina, Ariranha do Ivaí, Assis Chateaubriand, Atalaia, Barboza Ferraz, Bela Vista da Caroba, Boa Esperança do Iguaçu, Boa Vista da Aparecida, Bocaiúva do Sul, Borrazópolis, Brasilândia do Sul, Cafeara, Cafelândia, Cambará, Campina da lagoa**, Campo Bonito, Campo Magro, Candói, Catanduvas, Céu Azul, Chopinzinho, Colombo, Colorado, Contenda, Corbélia, Coronel Domingos Soares, Cruzeiro do Sul, Diamante do Norte, Enéas Marques, Engenheiro Beltrão, Farol, Fênix, Flor da Serra do Sul, Floresta, Florida, Guairaçá, Guaporema, Ibiporã, Iguatu, Imbituva, Itaipulândia, Itaúna do Sul, Jaboti, Jardim Alegre, Juranda, Laranjeiras do Sul, Leópolis, Lidianópolis, Mandaguaçu, Manoel Ribas, Marechal Cândido Rondon, Marilena, Maripá, Marquinho, Mercedes, Mirador, Morretes, Nova Aliança do Ivaí, Nova Aurora, Nova Esperança, Nova Esperança do Sudoeste, Nova Londrina, Nova prata de Iguaçu, Nova Tebas, Novo Itacolomi, Palmital, Paranacity, Pérola d'Oeste, Pinhal de São Bento, Pinhão, Pitangueiras, Planaltina do Paraná, Planalto, Porto Amazonas, Porto Barreiro, Porto Rico, Querência do Norte, Quinta do Sol, Ramilândia, Reserva, Rio Azul, Rio Branco do Ivaí, Rolândia, Santa Isabel do Ivaí, Santa Mônica, Santo Antônio do Caiuá, Santo Antônio do Sudoeste, São João, São Jorge do Ivaí, São Jorge do Patrocínio, São Jorge d'Oeste, São Manoel do Paraná, São Miguel do Iguaçu, São Pedro do Ivaí, São Pedro do Paraná, Saudade do Iguaçu, Sulina, Terra Boa, Ubiratã, Uraí, Wenceslau Braz.

Com informações da Assessoria de Comunicação
Departamento de Trânsito do Paraná - DETRAN/PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário