sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Moradores de Borrazópolis fazem manifesto pela Paz

“Manifesto por uma Cultura de Paz e Não Violência”, milhares de pessoas foram para as ruas.


Na tarde desta sexta-feira, 14 de Agosto de 2015, os moradores de Borrazópolis realizaram uma passeata pela Paz em nosso município. A maioria usando camisetas brancas, erguendo faixas e balões, com o tema ‘Manifesto por uma Cultura de Paz’, o grupo saiu do calçadão em frente ao Colégio Estadual José de Anchieta, com término na Praça da República. 

Com o principal objetivo de chamar a atenção das autoridades para a questão da segurança pública. De acordo com os moradores da cidade, o número de assaltos, furtos e arrombamentos aumentou nos últimos meses.
Segundo eles, apenas três policiais militares fazem a segurança na cidade. 
Temos de assistir todos os dias essas ocorrências de assaltos e até mesmo o assassinato do nosso amigo Nelson. Estamos na luta para dar um basta nisso”, disse o morador Antonio Carlos, que participou da passeata.

Já a professora Helena Daniel destaca a revolta da população. Tenho 64 anos e praticamente nasci em Borrazópolis. Nunca a situação foi tão preocupante como é hoje em dia. É preciso que alguém tome uma providência. Borrazópolis sempre foi uma cidade ótima para se viver, mas estamos perdendo a segurança”, comentou Helena Daniel.

Faixas foram levados por moradores com os dizeres “Respeito ao Próximo, Paz, Cultive a Semente do Amor, Valorize a Vida, entre outros”. A iniciativa para a realização da manifestação partiu da comunidade escolar, alunos, comerciantes, e contou com apoio de toda população.

Familiares do agente de saúde Nelson dos Passos de Freitas, que foi vítima de um latrocínio, participaram e se emocionaram com o evento que não deixou de ser uma homenagem ao agente e a todos aqueles que sofrem ou sofreram com a violência nos últimos tempos.

O Pastor Anderson que é presidente do CONSEG (Conselho Municipal de Segurança), em sua fala, “disse que esse manifesto não é em virtude de um fato isolado, mas na verdade em tudo que vem ocorrendo nesse últimos dias, como assalto a mão armada, roubos em residências e de veículos, assalto aos bancos, abusos sexual, homicídios e suicídios que vem acontecendo na nossa cidade.
Isso tudo é um apelo dirigido ao nosso governo, as autoridades superiores para que tenham um olhar especial ao nosso município, que vem sofrendo muito com isso”, comentou o Pastor Anderson.

No final da concentração, os participantes assinou um “abaixo assinado”.


Confira imagens feitas por nossas leitoras Angela Soares e Suellen Cristina.





Nenhum comentário:

Postar um comentário