quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Curitiba - Jovem que já morou em Borrazópolis cria produto biodegradável


BLOG DO BERIMBAU - A jovem aluna Sayuri Magnabosco, 16 anos de Curitiba, e que é sobrinha do Cirurgião Dentista Celso Miyamoto de Borrazópolis, criou um produto biodegradável para substituir famoso isopor.

A invenção vem de Curitiba, mas a criadora é filha da Marina Miyamoto, uma ex-moradora de Borrazópolis.
Sayuri já ganhou oito prêmios com a invenção e  após participar de um evento denominado "Olimpíadas de Gênios" na Capital do Estado. Ela já conquistou até uma bolsa de estudos em uma universidade norte-americana. O invento atraiu a imprensa nacional, inclusive uma matéria especial foi exibida pela Rede Globo, em Curitiba (RPC). A emissora destacou o feito da jovem. 

Sites como o G1 (clica aqui) e o UOL (clica aqui) também deram destaque para a notícia. A importância do evento, é porque uma embalagem de isopor, demora cerca de 100 anos para se decompor, após descartada no meio ambiente; já a embalagem da Sayuri, dura apenas 30 dias por ser biodegradável. O sonho da aluna, é conseguir patentear o projeto e buscar o interesse de  empresas, para que o produto seja aperfeiçoado e produzido em escala industrial. 

"Eu notava, quando minha mãe voltava do mercado, que várias produtos eram trazidos em embalagens de isopor, então tive a ideia de pesquisar produtos, como o baganço da cana de açúcar, que é biodegradável, para confeccionar um recipiente que não agredisse o meio ambiente", disse Sayuri. 

A fonoaudióloga e também dentista Luciana Morara, que reside em Borrazópolis e é tia da jovem, falou que a menina seguiu o exemplo de algumas APAES, onde papel reciclável é batido no liquidificar com cola, e se cria um novo material, só que Sayuri utilizou bagaço de cana e outros compostos naturais que deram origem ao novo recipiente natural.   

Com informações do Blog do Berimbau - (Colaboração - João Cândido Ferreira, o "João da Dita", e  Aroldo Antenildo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário