quinta-feira, 10 de setembro de 2015

Movimento marca início do processo de saída de Dilma, dizem congressistas

Deputados de oposição lançaram nesta quinta (10) o movimento pelo impeachment de Dilma. | Zeca Ribeiro/Câmara dos Deputados
Ao todo, cerca de 50 parlamentares compareceram ao evento no salão verde da Câmara- foto: reprodução
Foto: emtempo.com.br
GAZETA DO POVO - O lançamento do movimento pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff, na manhã desta quinta-feira (10), foi marcado pela presença de deputados e senadores oposicionistas e integrantes de partidos aliados, por reiteradas críticas ao governo e por afirmações de que o ato marca o início do processo de afastamento da petista.

"Assistimos a uma grande mobilização popular nas principais cidades do país, que está literalmente desgovernado. Estamos aqui para dizer sim ao processo de impeachment", afirmou o líder do DEM, deputado Mendonça Filho (PE).

Também à frente do movimento, o líder da minoria na Câmara, Bruno Araújo (PSDB-PE), disse que "começou o processo de afastamento da presidente".

"A sociedade está convencida de que o Brasil não vai para frente sob o comando de Dilma", afirmou o tucano. 

Ao todo, cerca de 50 parlamentares compareceram ao evento no salão verde da Câmara. Eles seguravam balões personalizados com a logomarca do movimento e mini-pixulekos, bonecos infláveis que fazem referência ao ex-presidente Lula, entregues na tarde de quarta (9) pelo movimento Revoltados Online.

Crítico do governo, o peemedebista Jarbas Vasconcelos também esteve no evento desta manhã. "A saída da presidente Dilma é inevitável. É importante que o PMDB tome consciência disso para dar o exemplo. Estou convicto que ela cai, que a ficha dela vai cair". 

A deputada Cristiane Brasil, presidente do PTB -sigla também integrante da base governista-, discursou no evento. "Não queremos uma troca de poder, queremos devolver aos brasileiros a esperança de um futuro melhor". 

Em tom enfático, a deputada Mara Gabrilli (PSDB-SP) pediu que a presidente deixe o cargo. "Se a senhora tem um pouco de amor ao país, saia desse governo". O ato foi encerrado com os congressistas cantando o hino nacional. 

APOIO 
O principal objeto do movimento é agregar apoio popular ao afastamento de Dilma. Para isso, os congressistas lançaram um site (www.proimpeachment.com.br) onde é possível acessar uma petição online. 

"Vamos coletar o maior número possível de assinaturas e, junto com a sociedade, os movimentos de rua e os parlamentares, levar adiante esse movimento importante", destacou o líder do PSDB da Câmara, Carlos Sampaio (SP).

Com informações do Gazeta do Povo e fotos Em tempo

Nenhum comentário:

Postar um comentário