sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Atentado terrorista em Paris deixam mortos

Terroristas invadiram show de rock, causaram explosões perto do jogo da seleção francesa e abriram fogo em restaurante, em bar e outros 2 lugares, a Polícia mata 2 terroristas.
SIGA: 100 morreram em casa de shows
em Paris; 2 terroristas foram mortos (SIGA: 100 morreram em casa de shows em Paris; 2 terroristas foram mortos (SIGA: 100 pessoas morreram dentro de casa de shows em Paris (SIGA: 100 pessoas morreram dentro de casa de shows em Paris (SIGA: cerca de 100 pessoas morreram em casa de shows em Par)
Foto: G1
Autoridades divulgam novo balanço: 
Hollande deixou estádio e torcida invadiu gramado após jogo (Igor Costoli/Arquivo Pessoal)
Hollande deixou estádio e torcida invadiu gramado após jogo

Um balanço foi divulgado pelas autoridades francesas e informa que os atentados de sexta-feira em Paris fizeram 129 mortos e 352 feridos, 99 dos quais estão em estado grave.

O balanço foi divulgado em entrevista coletiva pele procurador de Paris, François Molins, que acrescentou que “sete terroristas morreram durante a sua ação criminosa”, seis dos quais homens-bomba. Um deles já foi “formalmente identificado”, disseram as autoridades.

As primeiras conclusões da investigação sugerem que “pelo menos três equipes” de terroristas perpetraram os atentados. Eles usaram vários veículos, um dos quais com placa da Bélgica e alugado por um francês. Em dos ataques, o casa de shows Bataclan, onde morreram pelo menos 89 pessoas, os terroristas gritaram frases relativas à Síria e ao Iraque.

Nos seis ataques, foram contabilizadas várias centenas de disparos de calibre 7,62 mm, segundo o procurador, que indicou que os atacantes utilizaram metralhadoras ‘kalashnikov’.

Molins confirmou que foi encontrado um passaporte sírio junto ao corpo de um dos atacantes que perpetraram o ataque ao Estádio de France. Também confirmada foi a informação de que um dos terroristas foi identificado como sendo um cidadão francês, de 30 anos, residente em Courcouronnes, nos arredores de Paris, e conhecido das autoridades por pequenos delitos cometidos entre 2004 e 2006.

As autoridades detiveram hoje de manhã três pessoas, uma das quais na fronteira entre a França e a Bélgica.

Estado Islâmico reivindica autoria dos atentados na França

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) reivindicou hoje (14), em comunicado, os atentados terroristas de ontem (13) à noite em Paris, que causaram pelo menos 127 mortos e 180 feridos.

"Oito irmãos, com coletes explosivos e espingardas de assalto, visaram os locais escolhidos cuidadosamente no coração de Paris", indicou o comunicado dogrupo terrorista.

"Que a França e aqueles que seguem seu caminho saibam que serão alvos do Estado Islamico", acrescentou a organização extremista sunita.

De acordo com o comunicado, os ataques de Paris foram uma resposta aos "bombardeamentos dos muçulmanos na terra do califado", termo que o grupo utiliza para designar as regiões do Iraque e da Síria controladas pelo grupo.

A França participa na coligação internacional que realiza ataques aéreos contra os jihadistas do Estado Islâmico no Iraque e na Síria.

O presidente francês, François Hollande, já tinha já atribuído os ataques ao grupo terrorista, que qualificou como um "ato de guerra" cometido por "um exército terrorista" contra a França.

François Hollande pediu aos franceses "unidade e sangue-frio", ao mesmo tempo em que decretou o "luto nacional por três dias", na sequência dos ataques terroristas de sexta-feira.

"O que aconteceu ontem é um ato de guerra (...) que foi cometido pelo Estado Islâmico, organizado a partir do exterior e com cúmplices interiores que o inquérito deverá estabelecer", afirmou Hollande.

O presidente da França acrescentou que falará segunda-feira (16) no Parlamento francês, para informar sobre as medidas que adotará.

Os ataques tereroristas ocorreram em pelo menos seis locais diferentes da cidade, entre eles uma sala de espetáculos e o estádio nacional, onde decorria um jogo de futebol entre as seleções de França e da Alemanha.


A França decretou o estado de emergência e restabeleceu o controle de fronteiras na sequência do atentado cclassificado por François Hollande classificou como “ataques terroristas sem precedentes no país”.


"BORRAZOPOLENSES EM PARIS"




O Locutor de Rodeio Silverado que é nascido em Borrazópolis, e que há 10 anos apresenta shows e rodeios em Paris, estava muito perto de um dos locais atacados por terroristas nesta sexta-feira (13). Ele gravou um vídeo minutos após os atentados explicando que participava de uma reunião em uma das sala da casa de shows Bataclan quando o local foi invadido por terroristas armados. 
Ele também está publicando na sua rede social (facebook) vários vídeos falando sobre o atentado. (Clica aqui e veja os vídeos).


Já o Gilmar Freitas, o conhecido "Alemão" que também é de Borrazópolis, entrou em contato com o nosso Portal B.N, dizendo que ele mora bem próximo onde o atentado ocorreu, a movimentação de muitas pessoas nervosas que não sabia exatamente o que tinha acontecido, disse também que viu vários corpos estendidos pelo chão e uma movimentação grande de policiais, repórteres.

"Olá boa noite todos meus amigos e amigas do Brasil graças a Deus estou bem aqui em Paris só um pouco triste com tudo que está acontecendo aqui próximo da minha casa está o movimento total de polícia pra todo lado mas estou bem grande abraço a todos aí do Brasil", escreveu ele em sua página no facebook.

Confira algumas imagens que o Gilmar enviou ao nosso Portal B.N., após a tragédia.








Nenhum comentário:

Postar um comentário