terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Giro da Notícia - 01/12/15

* O Conselho de Ética da Câmara retoma hoje a análise do relatório de quebra de decorro parlamentar que pode levar à cassação do presidente da Casa, Eduardo Cunha. Ele é suspeito de participar do esquema de corrupção na Petrobras e esconder contas na Suíça. Cunha nega as acusações. O presidente da Câmara já afirmou que, se os três petistas do Conselho de Ética votarem contra ele, os pedidos de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff terão continuidade.

O governo federal admitiu que não tem dinheiro para pagar as contas de luz, água, telefone e aluguel neste mês. A União também deve atrasar o pagamento dos servidores terceirizados. O Palácio do Planalto anunciou o bloqueio de 13 bilhões de reais, incluindo Legislativo e Judiciário, após o Congresso adiar a votação da nova meta fiscal. Os ministérios das Cidades e dos Transportes foram os mais prejudicados pelos cortes.

O governo anunciou uma força-tarefa com 17 ministérios para combater o zika vírus. No sábado o ministério da Saúde confirmou a relação da microcefalia com o zika vírus na notificação da morte de um recém-nascido do Ceará. O governo já registrou mil, 248 casos de microcefalia em todo o país desde o início do ano. Em uma semana, houve um aumento de quase 70%.  As ocorrências foram identificadas em 13 estados e no Distrito Federal.

A polícia do Paraná prendeu oito suspeitos de vender oxigênio de oficinas mecânicas para o tratamento em clínicas e hospitais. Os agentes também apreenderam 161 cilindros adulterados. Um deles, segundo o Ministério Público, estava sendo usado por um paciente à espera de cirurgia. Um médico especialista em tratamento intensivo explicou que a troca pode comprometer a recuperação dos pacientes.
Na região do Vale do Ivaí, a cidade que teve mandados de busca e apreensão foi a cidade de Grandes Rios.

A Polícia Militar do Paraná lança nesta terça-feira, a Operação Natal em todas as Regiões do Estado. Com reforço no policiamento, a operação vai prevenir e coibir diversos crimes, principalmente furto e roubo, e garantir tranquilidade para comerciantes e clientes que fazem compras para as festas de fim de ano. Os policiais militares vão fazer blitzes de trânsito, abordagens e fiscalização de veículos, bem como buscas de armas, drogas e foragidos da justiça.

O Ministério da Saúde anunciou ontem que investiga seis casos de mortes de crianças com microcefalia, supostamente relacionadas ao vírus zika. No sábado, o ministério confirmou a relação entre o vírus e casos de microcefalia, que aumentaram significativamente no país. Exames feitos em um bebê nascido no Ceará com microcefalia e outras malformações congênitas revelaram a presença do vírus em amostras de sangue e tecidos.
De acordo com o Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, o país tem 1.248 casos suspeitos de microcefalia notificados, em 311 municípios.

O projeto de autoria do deputado Requião Filho (PMDB) dispondo sobre a obrigatoriedade da devolução integral e em dinheiro do troco aos consumidores depende somente da sanção do governador Beto Richa para virar lei.  O artigo 2º desse projeto, de nº 313/2015, estabelece que “na falta de cédulas ou moedas para a devolução do troco, o fornecedor do produto ou serviço deverá arredondar o valor em benefício do consumidor”.
A proposição, aprovada na sessão plenária desta segunda-feira (30), da Assembleia Legislativa, em redação final, prevê ainda que fica proibida a substituição do troco em dinheiro por outros produtos, como balas ou outros deste gênero. Requião Filho, que é presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia, afirma que é comum este tipo de reclamação, porque as pessoas se sentem enganadas.
“É uma prática abusiva, pois você se dirige ao caixa e o valor total da compra sempre termina com números quebrados. Pode parecer mixaria, mas no final de um mês, o lucro é bem grande”, alerta. “O estabelecimento raramente tem estes centavos de diferença para dar o troco. Mas temos que lembrar que é dele a responsabilidade de manter troco suficiente para atender os consumidores”, argumenta Requião Filho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário