sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Professores do Paraná têm paralisações marcadas para 2016

Foto: Joka Madruga
Foto: Joka Madruga

Nova confusão no Centro Cívico já tem data marcada: dia 17 de março de 2016. O presidente da APP-Sindicato, Hermes Leão, afirmou que a nova paralisação dos professores da rede estadual de ensino acontecerá daqui a 30 dias. Ele afirma que o governo do Estado deve R$ 100 milhões aos servidores. A paralisação, em todo o Estado e com atos mais positivos em Curitiba, não deve ser por falta de salário para os professores e muito menos por aumento salarial.


Segundo o governador Beto Richa (PSDB), um professor em início de carreira no magistério do Paraná recebe atualmente remuneração mensal de R$ 3,6 mil, para jornada de 40 horas semanais. São R$ 2,8 mil de salário, mais R$ 800 de auxílio-transporte, o que totaliza a remuneração de R$ 3,6 mil. Esse valor supera em R$ 1,5 mil o novo piso nacional da categoria em nível nacional.

Segundo o governo federal, o piso nacional dos professores teve aumento de 11,36%, o que eleva o valor de R$ 1,9 mil para R$ 2,1 mil. No Paraná, a remuneração – que já era superior ao valor praticado em outros estados – ainda aumentou em relação ao ano passado, pois no mês de janeiro foi concedido reajuste de 10,67% aos servidores, chegando ao piso de R$ 3,6 mil.

Os professores e funcionários da área da educação representam a maior categoria do funcionalismo público, reunindo cerca de cem mil pessoas. O reajuste já foi contabilizado para o pagamento das férias da categoria, informou o governo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário