terça-feira, 15 de março de 2016

Câmara de Vereadores de Borrazópolis congela salários até 2020


A Câmara de Vereadores de Borrazópolis aprovou na noite de segunda-feira (14), em “primeira discussão” os projetos de Lei: nº 003/2016, e nº 004/2016, ambas de autoria do Legislativo Municipal, que congela os salários de vereadores, prefeito e vice-prefeito e secretários para o mandato vigente entre 2017 e 2020. A proposta, que é de autoria da mesa diretora do Legislativo como medida para controlar a crise econômica, teve 09 votos a favor para o congelamento. 

A proposta tem o objetivo de “manter os subsídios” dos parlamentares em R$ 2.713,14 mil, para vereadores, e R$ 3.332,58 mil, para o presidente da casa, valor recebido atualmente, até os próximos cinco anos, sem nenhum tipo de reajuste. O salário do prefeito também vai manter o valor de R$ 14.459,20 mil por mês, o vice-prefeito R$ 5.927,38 mil, já os salários dos secretários não foram informados.

Movimento social

O movimento iniciou pelas redes sociais (facebook), através do jovem Alessandro Okagawa Falleiros, e de seu irmão Alceu Okagawa Falleiros. Na Câmara o grupo pediu que os salários dos vereadores fossem reduzidos de R$ 2.713,14 para o valor de R$ 900,00, já os vereadores argumentaram que não iriam baixar o valor do subsídio e se explicarão que na Câmara ninguém faz uso de diárias e muito menos recebem por sessões extraordinárias e que não só trabalham uma vez por semana, ressaltando a responsabilidade de apresentarem e aprovarem projetos que vão de encontro aos anseios da comunidade. 

O vereador Carlos Eduardo, em sua fala disse o seguinte: "Se aprovamos o valor do salário para 900,00 reais, certamente no futuro poderiam estimular a corrupção em nosso município", comentou Carlão.

A segunda votação vai acontecer na próxima sessão, dia 21, às 20:00 hs.



Atualizando matéria...




Nenhum comentário:

Postar um comentário