quinta-feira, 30 de junho de 2016

Ao tentat apagar fogo da tocha olímpica, duas pessoas foram presas em Maringá e Cascavel

Duas pessoas tentaram apagar a tocha olímpica em passagem nas cidades de Maringá e Cascavel no Paraná. 

Em Maringá na tarde desta quarta-feira (29), uma mulher foi presa pela Guarda Municipal. De acordo com informações da GM, ela seria uma professora que participava de um protesto contra o atual governo e carregava um cartaz, no qual pedia a saída do presidente interino Michel Temer, além de estar vestida com uma camiseta ilustrada com a foto da presidente afastada Dilma Rousseff. 

A GM afirmou que a mulher teria tentado apagar a chama olímpica utilizando o cartaz. Mas foi detida e encaminhada à delegacia. 

Outro caso aconteceu em Cascavel, um rapaz foi preso, na noite desta quarta-feira (29), pela Força Nacional de Segurança logo no início do revezamento da Tocha Olímpica. Ele estava com extintor de incêndio e tentou apagar o fogo olímpico. 

Ao disparar o jato do extintor em direção à  Tocha, o jovem provocou uma grande confusão e acabou preso pela Força Nacional e por organizadores do evento.

O tumulto foi registrado na Praça Itália, situada na Avenida Brasil.
O jovem identificado como Daniel foi encaminhado pelo Pelotão de Choque à Delegacia de Cascavel.

As informações são do catve.com e tnonline

Nenhum comentário:

Postar um comentário