terça-feira, 27 de setembro de 2016

Invasão do portal do Ministério da Saúde


Na manhã desta terça-feira, 27, o site do Ministério da Saúde exibiu críticas ao presidente Michel Temer. Na sessão do site que mostrava a agenda do ministro, Ricardo Barros, estavam listados compromissos que faziam referência à "renúncia" de Temer e a uma reunião de "ministros da base aliada do golpe".

A assessoria de imprensa do ministério informou que a pasta iniciou uma apuração para saber se as alterações no site foram ação de hackers.

Na agenda que já foi modificada, o primeiro compromisso do ministro que aparecia era: "19h. Renúncia do (vice) presidente da República #ForaTemer".

Logo abaixo, a agenda trazia: "18h00 Reunião com ministros e líderes da base aliada do GOLPE".

NOTA A IMPRENSA
Invasão do portal do Ministério da Saúde

O site voltou a sua regularidade uma hora após o ocorrido;

Uma sindicância do Ministério da Saúde já está investigando a origem da falsa publicação;

Ainda foram reforçadas medidas  restrição de acesso e segurança do portal;

As conclusões da investigação interna serão apresentadas aos órgãos competentes como a Polícia Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário