domingo, 2 de outubro de 2016

B.O - 07 ocorrências foram registradas em Borrazópolis durante as Eleições Municipais


Neste domingo (2), durante a Eleição em Borrazópolis, foram registradas 07 ocorrências policiais até às 16:20 hs. O maior número de registros foi de “Boca de Urna” sendo que cinco pessoas foram apreendidos e liberados após o término da eleição. E a Polícia Militar divulgaram um balanço sobre as ocorrências.



CRIME ELEITORAL - A equipe em patrulhamento pela Avenida Jose Naline (próximo da Escola Julia Begali), localizou abandonado em via pública 32 santinhos pertencentes ao candidato a vereador da  Coligação Unidos por Borrazópolis – PTB. Tais objetos foram recolhidos, conforme orientação do Ministério Público para que as providências sejam tomadas. 

BOCA DE URNA – Durante patrulhamento pela Avenida Brasil, a equipe policial recebeu a informação anônima de que um homem de 30 anos estaria fazendo boca de urna nas proximidades do Colégio Castelo Branco Foi realizada a abordagem ao suspeito e na posse do mesmo foi encontrada a quantia de 22 (vinte de dois) santinhos pertencentes a um candidato a vereador, sendo que o próprio abordado informou que seu candidato se trata da pessoa do santinho. Tais objetos foram apreendidos, conforme prevê as providências relativas à esta conduta, e o cidadão recebeu voz de prisão e cientificado de seus direitos, foi conduzido para a Delegacia de Borrazópolis para as devidas providências.

BOCA DE URNA – A equipe recebeu a informação anônima de que um homem de 35 anos estaria fazendo boca de urna nas proximidades do Colégio José de Anchieta, foi realizada a abordagem ao suspeito e na posse do mesmo foi encontrada a quantidade de 132 (cento e trinta e dois) santinhos pertencentes a um candidato a reeleição, sendo que o próprio preso informou que seu candidato se trata da pessoa do santinho e que sua conduta era apenas por amizade. Tais objetos foram apreendidos, conforme prevê as providências relativas à esta conduta, e o cidadão recebeu voz de prisão e cientificado de seus direitos, foi conduzido para a Delegacia de Borrazópolis para as devidas providências.

BOCA DE URNA/ CRIME ELEITORAL – Nas proximidades do Colégio José de Anchieta, foi realizada a abordagem ao suspeito homem de 46 anos, este que estava falando em alto e bom tom o número 40, que se trata do número do candidato à prefeitura desta cidade. Deste modo foi dada voz de prisão ao mesmo e cientificado de seus direitos que por sua vez resistiu à prisão e sendo necessário uso de força moderada pra conter o mesmo e conduzi-lo para a Delegacia de Borrazópolis para as devidas providências.

BOCA DE URNA - Em atendimento à denúncia de prática de boca de urna advinda de duas testemunhas onde solicitava anonimato de seu nome, tendo em vista o temor de sofrer perseguições ou represálias por parte dos envolvidos, que davam conta de que nas proximidades da escola Dom Bosco, sito à rua Rio Grande do Norte, foi abordada uma mulher de 46 anos, a qual estava praticando o ato de boca de urna desde o período da manhã. Ao identificar a autora, verificou-se que se tratava da mesma pessoa que fora advertida e orientada por duas vezes ainda no período da manhã e que permanecia até o presente momento postada no mesmo local realizando arregimentação de eleitores e propagandas de boca de urna. Ao verificar a chegada da equipe a autora tentou sair disfarçadamente do local, no entanto, como já estava no mesmo endereço desde o período da manhã conversando com eleitores e já havia sido orientada e advertida por várias vezes, foi dada a voz de prisão e cientificada de seus direitos e encaminhada para a Delegacia de Borrazópolis para as providências cabíveis. Ao chegar à delegacia constatou-se que a detida se tratava da esposa de um vereador e candidato a reeleição, este que no momento da entrega da autora, compareceu a esta delegacia na intenção de inibir a realização dos procedimentos, também identificado como sendo um Subtenente Reserva Remunerada da Polícia Militar do Estado do Paraná. No decorrer da situação a senhora Juíza da Comarca de Faxinal, juntamente o senhor Promotor de Justiça da mesma Comarca compareceram ao local e de imediato foram informados sobre a detenção da autora.

BOCA DE URNA - Durante patrulhamento na Avenida Brasil, a equipe constatou que um candidato a vereador estava realizando abordagens à pessoas em via pública na intenção clara de arregimentar eleitores, inclusive gritando “é o 12, é o 12”, sendo que este número é correspondente a um candidato a prefeito desta cidade, configurando a prática de boca de urna. Ao tentar abordá-lo, o referido candidato evadiu-se, não acatando as ordens emanadas pela equipe e tomou rumo ignorado. Diante disto, buscas foram realizadas e até o momento o autor não foi localizado. 

BOCA DE URNA/ CRIME ELEITORAL – Um homem de 19 anos estaria fazendo boca de urna nas proximidades do Colégio José de Anchieta, onde foi realizada a abordagem ao senhor descrito e na posse do mesmo foi encontrada a quantia de 3 (três) santinhos pertencentes a um candidato a vereador, sendo que não admitiu estar descumprindo a legislação específica. Tais objetos foram apreendidos assim como o autor.


Visite e curte nossa página no Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário