domingo, 23 de outubro de 2016

B.O - Confira as ocorrências registradas em Borrazópolis

 FURTO – Mulher teve bolsa furtada na Rua Alagoas  
A equipe da PM foi procurada por uma Senhora de 47 anos, a qual relatou que deixou uma bolsa no interior de seu veículo que estava estacionado em frente sua residência por volta das 16h50min, e ao retornar verificou que esta bolsa estava aberta e do interior da mesma foi levado uma pochete bege com documentos pessoais e dinheiro. A vítima foi orientada e as medidas cabíveis tomadas.

 LESÃO CORPORAL – Homem agride pessoas próximo da Igreja Matriz 
Uma ocorrência de agressão foi registradas nas proximidades da Igreja Imaculada Conceição. No local, a viatura foi abordada por cerca de 8 pessoas, as quais muito exaltadas diziam que um rapaz muito agressivo teria agredido sua irmã e seu cunhado. Momento que uma mulher informou que seu irmão a teria agredido, inclusive apresentou escoriação no lábio, e que teria agredido também seu convivente. A senhora foi informada que o autor das agressões seria preso em flagrante, sendo que a mesma se recusou a representar, inclusive não forneceu nenhum outro dado para identificação e deixou o local, tomando rumo ignorado. Porém, outra vítima teve interesse em representar contra a agressão sofrida, a qual resultou em uma lesão no rosto causada por uma mordid. Assim, foi dada voz de prisão ao agressor e cientificado sobre seus direitos, foi conduzido para a 53ª DRP de Faxinal para as devidas providências.

 FURTO DE CARRO – Jovem furta carro e se envolve em acidente 
A equipe PM foi informada pelo plantão do Hospital Municipal de Borrazópolis de que um menor de idade havia dado entrada no pronto atendimento vítima de um acidente de trânsito, sendo que este teria ocorrido na saída para a cidade de Kaloré, e que a vítima teria recusado atendimento médico e evadiu-se do hospital e tomou rumo ignorado. Na sequência dos fatos, a equipe da Polícia Rodoviária do posto de Ubá do Sul foi informada sobre o referido acidente, sendo que foi repassado que a viatura já estaria em deslocamento para o local do fato ocorrido. Nesse ínterim esta equipe recebeu a informação via Copom que o Conselho Tutelar de Borrazópolis solicitava um contato, e informou que  foi solicitada pela equipe médica do hospital municipal a fim de dar assistência ao menor vítima de acidente e ao chegar no local verificou que o menor se recusava a receber atendimento médico e estava muito agitado e dizia por diversas vezes que iria voltar para onde o veículo se encontrava pois havia dinheiro e sua carteira se encontravam no interior do mesmo, inclusive presenciou o menor realizar uma ligação para a sua genitora e informar que o carro que dirigia era emprestado e depois deste fato tomou rumo ignorado. Posteriormente foi informado para a equipe PM que o veículo que havia sofrido o acidente era produto de furto, e que seu proprietário já tinha conhecimento do fato, tendo repassado que seu veículo, um Fiat Uno Mille, azul, de placas AKF-7445 foi deixado estacionado em frente à sua residência na Av Brasil, 1187 por volta das 21h20min e que populares o teriam avisado que seu carro havia sido furtado.  Em patrulhamento equipe PM realizou buscas e logrou êxito em encontrar o menor W.S.O de 16 anos, o qual foi apreendido e informado sobre seus direitos e conduzido para a 53ª DRP de Faxinal para as devidas providências.

 DESOBEDIÊNCIA – Não acatou a ordem da Polícia e foi apreendido 
Durante patrulhamento para verificar o fechamento dos estabelecimentos comerciais, na Rua São Paulo, a equipe avistou três indivíduos nas proximidades de um bar, sendo que os mesmos demonstraram nervosismo ao avistar a viatura. Deste modo ao ser dada a voz de abordagem, um dos abordados recusou-se à acatar as ordens proferidas pela equipe policial, dizendo “não vou por a mão na cabeça, não sou bandido”. Foram realizadas diversas tentativas de verbalização para que o mesmo cooperasse e que realizasse os procedimentos ordenados, sendo que não surtiram efeito. Assim, o menor foi apreendido e esboçou resistência para a condução, inclusive disse “sou menor e vocês vão se foder”. O uso de algemas foi necessário para resguardar a integridade física do assistido, de acordo com a súmula vinculante número 11 do STF. O assistido foi cientificado sobre seus direitos e encaminhado para a 53ª DRP de Faxinal para as devidas providências.

Nenhum comentário:

Postar um comentário