segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Professores estaduais decidem suspender greve no Paraná

Assembléia da APP Sindicato dos Professores. Curitiba, 31/10/2016 Foto: Brunno Covello

Os professores estaduais do Paraná decidiram em assembleia na manhã desta segunda-feira (31) suspender a greve da categoria iniciada no dia 17 de outubro. Segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Paraná (APP-Sindicato), a reunião em Curitiba conta com a participação de mais de 3 mil educadores.

Em nota, o APP-Sindicato informou que ainda deverá ser definido quando as aulas serão retomadas e outras formas de mobilização da categoria para os próximos dias já que “os educadores entendem que as negociações com o governo precisam avançar efetivamente”.

Com a paralisação e as ocupações das escolas estaduais por alunos contrários, entre outros, à proposta do governo federal de reforma do ensino médio, aproximadamente um milhão de estudantes ficaram sem aulas no estado.
No início da greve o presidente do sindicato, Hermes Leão, disse que "um dos principais motivos que levou à paralisação foi o fato de o governador Beto Richa (PSDB) ter voltado atrás no compromisso de pagamento da data-base da categoria para janeiro de 2017".

A emenda que altera o pagamento dos servidores foi apresentada por Richa na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) no dia 3 de outubro e começou a ser analisada pela comissão de orçamento. No dia 11 de outubro o governo encaminhou para a Alep um ofício parando a tramitação da emenda.
E, no dia 20, o governo do Paraná afirmou que tiraria a emenda desde que as categorias de servidores em greve voltessem às atividades. A retirada pode ser feita até o fim de novembro. Com informações G1 Paraná

Nenhum comentário:

Postar um comentário