terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Ex-governador nascido em Borrazópolis é alvo de operação por fraude de R$ 7 milhões

Operação Sodoma, que está na 5ª fase, é feita em MT, SC e Distrito Federal. Grupo é investigado em fraude com 2 empresas entre 2011 e 2014.

Silval Barbosa (PMDB) se negou a responder pergunta na CPI, mas se disse 'angustiado'. (Foto: Renê Dióz / G1)
(Foto: Renê Dióz / G1)
Segundo informações do G1 de Mato Grosso, o ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa PMDB, (que é nascido em Borrazópolis no ano de 1961), e mais quatro ex-secretários são alvos da 5ª fase da Operação Sodoma, realizada na manhã desta terça-feira (14) pela Delegacia Especializada de Crimes Fazendários e Contra a Administração Pública. De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos são investigados em fraudes de licitação, corrupção, peculato e organização criminosa em contratos com uma empresa de informática e um posto de combustível. Silval Barbosa já está preso em cumprimento a um mandado de prisão anterior, também na operação Sodoma, desde setembro de 2015. O ex-governador está preso no Centro de Custódia de Cuiabá (CCC).

Os alvos dos mandados de prisão são: Valdisio Juliano Viriato (ex-secretário-adjunto de Transportes, Francisco Anis Faiad (ex-secretário de Administração), Silval da Cunha Barbosa, Sílvio César Corrêa Araujo (ex-chefe de gabinete de Silval Barbosa), José Jesus Nunes Cordeiro (e ex-secretário adjunto de Administração).

Em nota, a defesa do ex-governador declarou que ainda não teve ainda acesso a íntegra da decisão que decretou a quinta prisão, dos quais duas já foram revogadas, uma pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e outra pelo Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT).


Ex-governador
Paranaense de Borrazópolis, Silval Barbosa é empresário e bacharel em Direito. Chegou a Mato Grosso na década de 70. Em Matupá (cidade a 696 km de Cuiabá), foi prefeito na década de 90. Depois, foi eleito deputado estadual e reeleito.
Na sequência, foi eleito em 2006 como vice-governador de Blairo Maggi (PR) e assumiu o governo em 2010 quando Blairo renunciou para disputar uma vaga no Senado, com êxito. No mesmo ano, Silval concorreu ao governo e venceu as eleições, exercendo mandato de governador até 2014. Ele foi o 51° governador de Mato Grosso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário