segunda-feira, 13 de março de 2017

Dom João Braz de Aviz visita família em Borrazópolis


Na manhã desta segunda-feira 13/03, Dom João Braz de Aviz, esteve visitando seus familiares em Borrazópolis. Ele que chegou de Roma nesta quinta-feira, 09/03, onde no final de semana ficou em Maringá, para participar da celebração dos 60 anos da Arquidiocese de Maringá.

No domingo Dom João celebrou uma santa missa para mais de 14 mil pessoas, que estavam na arena coberta do parque de exposições de Maringá.

E na manhã desta segunda, veio para a sua terra natal “Borrazópolis”, onde pôde visitar a sua querida tia, Dona Elvira Hack (pioneira de Borrazópolis), a sua prima, Professora Marli Hack, também a Aline Hack e demais familiares. Já nesta terça-feira, Dom João vai viajar para Brasília, onde irá visitar os demais familiares e irmãos.

Nesta curta permanência em Borrazópolis, Dom João Braz, que é Cardeal Prefeito da Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida, pode matar um pouco da saudade da família e do aconchego, também deu uma volta pela cidade, onde ele residiu por muitos anos quando era mais jovem.

Saiba um pouco mais de Dom João Braz de Aviz 
Foi um dos oito filhos de João Avelino de Aviz e de Juliana Hack de Aviz. Durante a sua infância, com a família, se instalou na cidade de Borrazópolis. Com a idade de onze anos, aos 21 de abril de 1958, ingressou no Seminário São Pio X, dos padres do Pontifício Instituto para as Missões Estrangeiras, na cidade de Assis, interior de São Paulo, onde estudavam os seminaristas menores da Diocese de Londrina.
Em 1964 a cidade de Borrazópolis passou a integrar a nova diocese de Apucarana e também o jovem seminarista. Estudou Filosofia na cidade de Curitiba no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos e na cidade de Palmas, interior do Paraná. Concluida a Filosofia seguiu para Roma onde cursou a faculdade de Teologia na Pontifícia Universidade Gregoriana.
Retornando ao Brasil foi ordenado padre por Dom Romeu Alberti na Catedral de Apucarana aos 26 de novembro de 1972. Durante seu sacerdócio exerceu alguns encargos pastorais: pároco de algumas paróquias; diretor espiritual e reitor do Seminário Maior de Apucarana (em 1984 e 1985) e de Londrina (em 1986 a 1988); diretor espiritual do Seminário do Ipiranga, em São Paulo; foi membro do Conselho de Presbíteros, do Colégio de Consultores e Coordenador geral de pastoral da Diocese de Apucarana. De 1989 a 1992 fez o doutorado em Teologia Dogmática na Pontifícia Universidade Lateranense em Roma. Nos anos de 1992 a 1994 foi reitor e professor de Teologia Dogmática no Instituto Paulo VI de Londrina e pároco da Catedral Nossa Senhora de Lourdes de Apucarana.
Dom João também era um dos cinco cardeais brasileiros concorrendo ao papado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário