quarta-feira, 22 de março de 2017

Giro da Notícia - 22/03/17


* O juiz Marcos Josegrei da Silva decidiu prorrogar as prisões temporárias de três pessoas investigadas na Operação Carne Fraca. Os outros oito presos temporários serão liberados. A decisão proíbe os liberados de entrar em unidades do Ministério da Agricultura.

*A BRF, dona de marcas como Sadia e Perdigão, deu férias coletivas de 15 dias para mil e setecentos funcionários do frigorífico de Toledo, no Estado do Paraná. A empresa informou que a medida não está relacionada coma Operação Carne Fraca. As férias já estavam programadas para modernizar a linha de produção de suínos e alimentos industrializados.

* O ex-ministro da Justiça Alexandre de Moraes toma posse hoje no Supremo Tribunal Federal. Ele foi indicado pelo presidente Michel Temer para assumir o lugar do ministro Teori Zavascki, que morreu num acidente aéreo no Rio de Janeiro há dois meses. Moraes será integrante da Primeira Turma do STF ao lado dos ministros Marco Aurélio Mello, Luiz Fux, Rosa Weber e Luís Roberto Barroso.

*A Petrobras teve prejuízo de quase 15 bilhões de reais em 2016. É o terceiro ano seguido de resultados negativos. Em 2015, a empresa registrou prejuízo recorde de 34 bilhões e 800 milhões de reais. O resultado foi atribuído principalmente a uma reavaliação de ativos e de investimentos em coligadas. Porém, a Petrobras destacou o recorde de produção, com mais de dois milhões de barris por dia em média de petróleo.

*A Câmara dos Deputados concluiu a contagem das assinaturas do pacote de medidas contra a corrupção. Os dados foram enviados para a Comissão de Constituição e Justiça validar o trabalho feito pelos técnicos da Câmara. O texto teve o apoio de mais de dois milhões de pessoas. O projeto chegou a ser aprovado pelos deputados, mas o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, suspendeu a tramitação após as modificações feitas pelos parlamentares.

*O presidente Michel Temer anunciou que a reforma da Previdência vai atingir somentes os servidores federais. As alterações para os funcionários públicos estaduais serão analisadas pelas Assembleias Legislativas. O presidente do Senado, Eunício Oliveira, anunciou a abertura da CPI para investigar a situação financeira da Previdência. O pedido feito pelo senador Paulo Paim, do PT, reuniu 58 assinaturas dos 81 senadores. Segundo o senador, o argumento do governo de que a Previdência é deficitária é uma história mal contada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário