quarta-feira, 7 de junho de 2017

Petrobras aprova política de preço para gás de cozinha

A partir desta quinta-feira (8) o preço do botijão de 13 quilos de gás de cozinha passa a custar R$ 1,25 mais caro. O aumento foi aprovado pela Petrobras, dentro da nova política de venda às distribuidoras de gás liquefeito de petróleo (GLP).
A Petrobras anunciou nesta quarta­feira (7) uma nova política de preços para o gás de botijão, que passará a ser reajustado mensalmente. Este mês, os preços serão aumentados em 6,7%.
O reajuste vale apenas para o gás vendido em botijões de 13 quilos e passa a vigorar nesta quinta (8). Segundo a estatal, se o repasse ao consumidor for integral, o aumento no preço final será de 2,2%, ou R$ 1,25 por botijão.
O último reajuste promovido pela estatal no preço deste combustível foi realizado no dia 21 de março, quando o valor cobrado nas refinarias subiu 9,8%.
A nova política de preços para o gás de cozinha institui uma fórmula que considera as cotações europeias do butano e do propano –gases obtidos a partir do refino de petróleo que compõem a fórmula do gás liquefeito de petróleo (GLP, o nome técnico do gás de cozinha).
Sobre esse valor, será aplicada uma margem de 5%. Os reajustes serão automáticos e realizados no dia 5 de cada mês. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário