quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Médica Cubana se despede de Borrazópolis

Equipe da Saúde realizou uma rápida solenidade de despedida para a cubana Adis Melania. Após três anos atuando em Borrazópolis, a médica retornará a Cuba.


Borrazópolis se despediu esta semana da doutora Adis Melania Martinez Montoya, médica que atuou nos últimos três anos em nosso município por meio do programa “Mais Médicos”, do Governo Federal. Por norma do Ministério da Saúde, que gerencia o Programa Mais Médicos, cumprido este tempo de serviço no país ela é obrigada a retornar a Cuba. 

Doutora Adis é natural de Havana, em Cuba, e atendeu neste período em que esteve na cidade nas Unidades Básica de Saúde - Hortência Magalhaes Cividini na Vila Roma e na Clínica da Mulher. Graças à atuação da doutora Adis, as referidas Unidades de Saúde tem recebido inúmeros elogios pela pontualidade, atenção, cuidado, zelo e acima de tudo pelo atendimento humanizado.

Com o encerramento do contrato, estipulado para três anos, neste último dia de trabalho, a doutora falou da satisfação de ter trabalhado em Borrazópolis. “O desafio foi muito grande de chegar a um país, sem conhecer nada, e em três anos construí uma história e grandes amigos que jamais esquecerei. Ficará a saudade e a certeza do dever cumprido e a esperança de rever os amigos em uma próxima oportunidade”, disse doutora Adis Melania, bastante emocionada. Adis Melania já exerce 13 anos a profissão de Medicina, e já trabalhou também na Amazônia Venezuelana.

A enfermeira Tahys Fernanda, em nome da equipe, entregou um presente à Adis, desejando muito sucesso e felicidade. Adis recebeu o carinho de todos os colegas da secretaria de saúde, secretários e funcionários das demais pastas que vieram abraça-la por ocasião de sua despedida.

O prefeito Didi em conversa com o Borrazópolis Notícias, disse que a doutora chegou em Borrazópolis, no dia 15 de Abril de 2014, e toda a comunidade vai sentir com a saída da doutora, pois durante estes anos, ela realizou um ótimo trabalho em prol a saúde do município. “Queríamos que ela permanecesse, porém devido ao acordo com o Governo do Brasil e de Cuba, ela tem que voltar para o seu país de origem. Adis Melania teve um excelente relacionamento com a população, ela sabia lidar com as pessoas, a qual conquistou", finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário