quarta-feira, 6 de setembro de 2017

7 DE SETEMBRO - Bandeira do Brasil ganha destaque no centro da cidade

Foto: Junior Dias/ Site B.N.

Foto: Junior Dias/ Site B.N.
A cidade de Borrazópolis iniciou nesta semana, as comemorações alusivas ao Dia da Pátria no município. Para quem chega à cidade pode visualizar de longe um dos seus principais símbolos – o “Monumento dos Pioneiros” e no topo em uma mastro esta hasteada a bandeira do Brasil em comemoração ao dia 7 de setembro, data que marca a independência do Brasil de Portugal, no ano de 1822. 

O objetivo é criar nos munícipes o senso de patriotismo ao país, além de resgatar o amor e o orgulho pelo Brasil. Outro ponto importante é fazer com que as pessoas conheçam “a nossa bandeira”.

DESFILE No dia 7 de setembro, o desfile cívico terá as comemorações a partir das 8:30 da manhã, com início da saída do desfile, no antigo Calçadão e seguindo para a Praça da República. Participaram do desfile, alunos dos Colégios José de Anchieta, Castelo Branco, Dom Bosco, Julia F. Begali, Apae, Meu Pequeno Príncipe, Grupo da terceira idade e da Fanfarra Municipal que será conduzida pelo Professor Joel.

PONTO FACUTATIVOO Prefeito Adilson Lucchetti, o “Didi” decretou ponto facultativo, nas repartições públicas municipais, o expediente do dia 8 de setembro (sexta-feira). Também não haverá expediente no dia 7 de setembro (quinta-feira), feriado nacional da Independência do Brasil. Já os serviços de atendimento Saúde funcionam normalmente no feriado prolongado. E o serviço de coleta de lixo domiciliar da cidade também será mantido normalmente neste período.

UM POUCO DA HISTÓRIADenomina-se Independência do Brasil ao processo que culminou com a emancipação política do nosso país do reino de Portugal, no início do século XIX.

Oficialmente, a data adotada é 7 de setembro de 1822, quando ocorreu o episódio do chamado Grito do Ipiranga. Segundo a história oficial, às margens do riacho Ipiranga, hoje de São Paulo, o Príncipe Regente Dom Pedro, bradou perante a sua comitiva: Independência ou Morte!

A moderna historiografia em História do Brasil, afirma que o início do processo de independência se deu com à chegada da Corte Portuguesa ao Brasil, no contexto da Guerra Peninsular, a partir de 1808, quando a Corte Portuguesa transferiu-se para o Brasil, fugindo das tropas de Napoleão Bonaparte. 

Resultado de imagem para fanfarra borrazopolis
Fanfarra de Borrazópolis/ Ano 2016 - Foto: Ronaldo Senes
O regente Dom João VI abriu os portos do país, permitiu o funcionamento de fábricas e fundou o Banco do Brasil. O país tornou-se, em 1815, Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Em 1818, Dom João VI foi coroado rei.

Três anos depois voltou para Portugal, deixando seu filho mais velho, Dom Pedro, como regente do país.

D. Pedro, o então principe regente, recebeu uma carta da Corte de Lisboa exigindo sua volta para Portugal. Por muito tempo os portugueses insistiam pois queriam recolonizar o Brasil e a presença de D. Pedro impediria essa façanha.

Dom Pedro não concordava com a atitude de Portugal e assim que recebeu a carta respondeu: "Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico". Esse pronunciamento ficou caracterizado como o Dia do Fico e foi realizado em 9 de janeiro de 1822.

Depois do dia do Fico, D. Pedro começou a tomar providências para que a Independência de fato acontecesse.

D. Pedro Convocou Assembléia Constituinte, organizou a Marinha de Guerra, obrigou as tropas de Portugal a voltarem para o reino e determinou que nenhuma Lei de Portugal seria colocada em vigor no Brasil. Além do mais, o povo também lutava por Independência.

Após várias medidas, D. Pedro viaja para Minas e São Paulo, acalmando a sociedade que estava preocupada com os novos acontecimentos que poderiam causar alguma instabilidade social.

Durante esta viagem, recebe nova carta que anula a Assembléia e exige volta imediata do príncipe.
Ao receber essas notícias, D. Pedro estava indo para São Paulo e estava próximo as margens do Ipiranga. Após ler as notícias, levantou a espada e gritou: Independência ou Morte.

No mês de dezembro do mesmo ano, D. Pedro foi declarado Imperador do Brasil livre. Fonte: Pesquisa no Google.

Nenhum comentário:

Postar um comentário