terça-feira, 26 de setembro de 2017

Agricultor de Borrazópolis sofre acidente com trator e fica três dias caído no mato pedindo por ajuda


O agricultor de nome Antônio Ruela de Oliveira, havia sofrido um acidente com um trator no Bairro Café do Norte no domingo, dia 24, e só na manhã desta terça-feira, 26, conseguiu ajuda e ser encaminhado até o hospital municipal com ferimentos considerados graves.
Segundo informações que o Portal B.N. recebeu, o Senhor Antônio Ruela estava trabalhando no domingo (24), com seu trator próximo a conhecida “Volta da Cobra” no Bairro Santo Antônio, tudo indica, que "ele" estava operando, momento em que desceu do maquinário o deixando ligado, provavelmente o trator embalou sozinho e o atropelou.

Caído no meio do mato e com ferimentos na cabeça e na perna, conseguiu apenas só na manhã de hoje (26), se arrastar à alguns metros e pedir ajuda por pessoas que estava passando no local. Com a saúde bastante debilitada, foi socorrido e levado para o Hospital Municipal de Borrazópolis para atendimento médico, mas devido ao seu quadro foi transferido pelo Samu até ao Hospital da Providência em Apucarana.
Foto: Jornal Catugi

Segundo o Dr. Vagner Tavares, durante uma entrevista com o Repórter Roberto de Oliveira, disse que o agricultor se encontrava muito desidratado e com ferimentos considerados importantes na perna esquerda e na cabeça, em um dos ferimentos foram tiradas mais de 100 larvas de mosca do ferimento. Confira o vídeo da entrevista. 

De acordo com o sargento Gilmar Soares, a família não registrou boletim de ocorrência, pois não chegou a notar o sumiço. "A família mora na cidade e não sentiu falta, pois Oliveira trabalha e mora no sítio. Por isso ninguém registrou o desaparecimento".

Informações que recebemos, o Antônio reside com a família na cidade de Arapongas. Mas apenas ele estava em Borrazópolis quando o fato aconteceu. Por nota, o Hospital da Providência informou que Oliveira teve fratura na cabeça e luxação no quadril. O paciente está consciente, porém o estado de saúde é grave.

Nenhum comentário:

Postar um comentário