terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Notícias do Dia - Confira as principais notícias desta terça-feira, 26 de dezembro de 2017.

A partir do primeiro dia de 2018, os consumidores de energia em baixa tensão podem aderir à tarifa branca nas contas de luz. Essa é uma nova opção anunciada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e sinaliza para os consumidores a variação do valor da energia conforme o dia e o horário do consumo.

Atualmente, o valor é fixo para qualquer hora. Residências e pequenos comércios, por exemplo, podem aderir à tarifa branca e, para isso, todas as distribuidoras de energia do país devem atender aos pedidos de adesão nas novas ligações por unidades que consomem uma media mensal superior a 500 kilowatts (kW).

O prazo para inscrição no CAR, Cadastro Ambiental Rural, termina no dia 31 deste mês. A adesão é gratuita e deve ser feita pelo site car.gov.br. A inscrição é o primeiro passo a regularidade ambiental do imóvel e abrange dados do proprietário, além de informações georreferenciadas do perímetro, das áreas de interesse social e das áreas de utilidade pública. O documento não tem valor fundiário e não pode ser cobrado por cartórios para registrar escrituras de imóveis.

Após 31 de dezembro, as instituições financeiras só concederão crédito agrícola, em qualquer modalidade, para proprietários de imóveis rurais que estejam inscritos no CAR.

Trabalhadores com direito ao abono salarial ano-base 2015 têm até quinta-feira (28) para sacar o beneficio. O Ministério do Trabalho e Emprego informou que esse é o prazo final e não haverá nova prorrogação.

Para saber se tem direito ao benefício, é possível fazer uma consulta ao site do Ministério do Trabalho com o número do PIS ou do CPF e a data de nascimento. Também é possível obter informações nas agências bancárias ou ligando para o Alô Trabalho, 158. As ligações são gratuitas de telefone fixo em todo o país.

O piso salarial do magistério será reajustado para 6,81% em 2018 - três pontos percentuais acima da inflação prevista para este ano. Com isso, a remuneração mínima de um professor de nível médio, com jornada de 40 horas, será de R$ 2.455. O reajuste depende do aumento do Valor Anual por Aluno, estimado pelo FUNDEB - o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica. Em 2017 cada estudante da rede pública custou, em média, R$ 2.875.

O recurso para bancar esses rejustes sai, em sua maioria, do caixa dos estados e municípios, já que a União ajuda somente nove estados do país. O Ministério da Educação se comprometeu a anunciar oficialmente o valor do piso para 2018 até o fim desta semana.

 A Esplanada dos Ministérios deverá sofrer grandes mudanças nos próximos meses. É que metade dos 28 ministros do presidente Michel Temer deverão deixar o cargo para se disputar as próximas eleições que ocorrerão em outubro de 2018.

A estimativa, feita por assessores do presidente da República, foi divulgada hoje por Murilo Ramos, autor da coluna Expresso na revista Época. Ainda segundo o repórter, mesmo faltando mais de três meses para que os candidatáveis deixem o governo, a guerra pelas cadeiras já começou, com disputa acirrada especialmente pelos ministérios da Saúde e da Agricultura, ambos controlados pelo PP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário