quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

CNBB lança Campanha da Fraternidade 2018 e o foco é a superação da violência

A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) lançou hoje (14), Quarta-feira de Cinzas, a Campanha da Fraternidade 2018, com o tema Fraternidade e Superação da Violência. Segundo a CNBB, os números crescentes revelados pelas pesquisas sobre a violência, além da sensação de insegurança vivida pela população em várias regiões brasileiras, mostram a necessidade de reflexão do tema.

O documento aponta formas e tipos de violência no Brasil, dando destaque às praticadas contra os negros, os jovens e as mulheres. “Os grupos sociais vulneráveis são as maiores vítimas da violência”, disse o presidente da entidade, cardeal Sérgio da Rocha.

A Igreja sempre tem alertado sobre a perda de direitos sociais. Não podemos admitir que os mais pobres arquem com sacrifícios maiores. Precisamos de políticas públicas para nos ajudar a superar e a assegurar os direitos fundamentais que as pessoas têm”, defendeu o cardeal.

Durante o lançamento da campanha, o presidente da CNBB listou também como prática violenta, a corrupção. “A corrupção é uma forma de violência, e ela mata”, disse. “Ao desviar recursos que deveriam ser usados em favor da população, os políticos acabam promovendo uma outra forma de violência contra o ser humano, a miséria”, completou.

E o papa Francisco enviou uma mensagem, por ocasião do lançamento da Campanha da Fraternidade, onde ele diz que a paz é tecida no dia a dia com paciência e misericórdia, no seio da família, na dinâmica da comunidade, nas relações de trabalho, na relação com a natureza. São pequenos gestos que criam espaços onde se respira a fraternidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário