quinta-feira, 12 de abril de 2018

Senadores e deputados do PT pedem para incluir Lula no nome parlamentar

Deputados e senadores do PT pediram para a Câmara e Senado para incluírem o sobrenome Lula em seus nomes parlamentares, numa referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba após condenação em segunda instância a 12 anos e 1 mês de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

O nome parlamentar, tanto no caso de deputados quanto de senadores, é aquele pelo qual o político é identificado, por exemplo, nas votações em plenário e em documentos oficiais de Câmara e Senado.

Segundo a Secretaria-Geral da Mesa da Câmara, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), precisa autorizar as alterações. Ainda de acordo com a Secretaria-Geral da Mesa, o regimento interno diz que o nome parlamentar deve ser parte do nome civil, mas há também a praxe de se usar o nome que o político utilizou na urna durante as eleições.

O regimento do Senado diz que alterações devem ser comunicadas à Mesa da Casa, e não podem ter mais de duas palavras, contando as preposições.

Numa resposta à iniciativa petista, políticos de partidos que se opõe ao PT também pediram para alterar seus nomes parlamentares. O deputado Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) pediu para a Câmara para ser identificado como Sóstenes Moro Cavalcante.

O deputado Capitão Augusto (PR-SP) pediu para alterar o nome parlamentar para Capitão Augusto Bolsonaro. Até o fechamento desta reportagem, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), não havia decidido sobre os pedidos dos deputados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário