domingo, 18 de novembro de 2018

Haddad declara dívida de R$ 3,8 milhões de campanha ao TSE

Derrotado no segundo turno das eleições presidenciais deste ano, o ex-candidato do PT, Fernando Haddad, gastou mais do que arrecadou durante a sua campanha, encerrando a corrida pelo Palácio do Planalto com uma dívida de R$ 3,8 milhões. O valor consta na prestação de contas apresentada neste sábado (17) ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo os valores informados pelo partido, a campanha de Fernando Haddad arrecadou cerca de R$ 35,4 milhões, mas acabou gastando cerca de R$ 39,2 milhões. Destes, R$ 33,6 milhões foram efetivamente pagos, totalizando uma dívida de R$ 3,8 milhões. 

Agora, essa dívida será paga pelo Diretório Nacional do PT . Por meio de documento anexado à prestação de contas, o partido afirma que "assumirá as dívidas contraídas e não quitadas pela campanha", a serem pagas "via fundo partidário ou através de recursos que serão depositados na conta bancária específica de campanha, observados os requisitos da lei eleitoral". Continue lendo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário