quinta-feira, 29 de novembro de 2018

Polícia Ambiental autua mulher por corte de árvore em área de preservação


A Polícia Militar Ambiental do 3º Pelotão de Apucarana, estiveram nesta quarta-feira, 28, em Borrazópolis, após constatarem um suposto crime ambiental, próximo a Ponte do Rio Bom. A acusação é de "Cortar árvore em floresta de Preservação". A pessoa que denunciou, relatou que havia desmatamento em uma propriedade no endereço informado. 

Chegando ao local, a equipe constatou a supressão de várias árvores nativas (gurucaias), não sabendo precisar a quantidade, pois já havia sido feita a destoca. Foram encontrados dois montantes de material lenhoso, com aproximadamente 10 metros cúbicos. Ficou apurado também que a área, onde foi realizado o corte, abrange 0.7 hectares. 

"Em contato com a proprietária e responsável, ela nos informou não possuir as devidas autorizações legais ambientais para desmate. Diante dos fatos, a responsável foi encaminhada para confecção do termo circunstanciado em seu desfavor. Por falta de logística, o material lenhoso, de 10 metros cúbicos, ficou depositado na propriedade até decisão judicial final", informou o boletim da Polícia Militar Ambiental.

Nenhum comentário:

Postar um comentário