terça-feira, 30 de abril de 2019

APAE de Borrazópolis participa da sessão especial na ALEP que destaca atuação das APAEs na inclusão social dos cidadãos


A Presidente da Apae de Borrazópolis -Teresa Domingues Pereira, a Diretora Irani Aparecida Fitz e o professor Flávio de Souza, participarem nesta terça-feira (30) juntamente com outras 14 apaes da Micro Região de Apucarana, de uma Sessão Especial na Assembléia Legislativa do Paraná, com expressiva participação do Movimento Apaeano Paranaense, sobre os “Direitos e Garantias de Defesa das Pessoas com Deficiência Intelectual e Múltipla”, proposta pelo deputado Evandro Araújo (PSC).

O encontro reuniu, além dos deputados Estaduais, representantes da Federação das APAES, do Poder Judiciário, da Câmara Municipal de Curitiba, do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, do Conselho Estadual de Saúde e o senador Flávio Arns (Rede), que sempre pautou os mandatos na defesa das pessoas com deficiência. Para Flávio Arns, saudado efusivamente pelos participantes, o apoio dos deputados é fundamental para manter “um clima de segurança, confiança, de acreditar no trabalho que há décadas é feito com muita qualidade pelas entidades”. “Queremos que a pessoa com deficiência tenha na educação, no mínimo, os mesmos direitos que a pessoas sem deficiência. Tudo tem que ser bem assegurado, não só professores, secretários, zeladores e aulas extraordinárias, mas ampliação, construção, reforma de escolas e merenda escolar”, explicou, ressaltando a isonomia assegurada pela lei “Todos Iguais pela Educação”, citada anteriormente pelo presidente Ademar Traiano.

Ao presidente da Federação das APAEs do Paraná, Fernando Meneguetti, foi entregue, em nome da Assembleia Legislativa, um certificado que reconhece a importância do trabalho da entidade. De acordo com Evandro Araújo, as APAEs atuam paralelamente às ações governamentais, recebem apoio oficial, porém funcionam, principalmente, pela força de pessoas diretamente envolvidas com a causa. “Nós queremos que o Governo e a Assembleia Legislativa possam reconhecer este papel, visando a colocação das APAEs no orçamento e nas políticas públicas. Não podemos mais tratar de demandas reprimidas. O Estado tem que se antecipar”, explicou, frisando que o evento não foi apenas comemorativo.

As APAES no Paraná atendem a 164 mil pessoas portadoras de deficiência e familiares. Têm como missão promover e articular ações de defesa de direitos, prevenção, orientação, prestação de serviços e apoio às famílias, direcionadas a melhoria de qualidade de vida da pessoa portadora de deficiência e à construção de uma sociedade justa e solidária. Clica aqui e continue lendo.

Confira no vídeo a sessão completa

Nenhum comentário:

Postar um comentário