quinta-feira, 4 de julho de 2019

Uma versão digital do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), como a anunciada ontem pelo governo federal, é vista por especialistas como um passo necessário para aprimorar a prova, mas que precisa levar em consideração aspectos como a desigualdade de acesso e a necessidade de nivelar a dificuldade dos dois formatos, durante o período de transição. 

O projeto-piloto anunciado pelo MEC vai ser aplicado para 50 mil estudantes, que poderão usar a nota para concorrer com os demais candidatos por vagas no Sisu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário