quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Com chegada da Primavera, Paraná intensifica prevenção contra dengue

A Secretaria de Estado da Saúde reforça o alerta sobre a prevenção contra a dengue devido à chegada da primavera, com previsão de calor e chuvas. Esta combinação facilita a reprodução do mosquito transmissor, portanto, é preciso redobrar a atenção com recipientes e espaços que acumulem água parada. No Paraná, 329 municípios são considerados infestados pelo mosquito Aedes aegypti, ou seja, são locais em que existe risco da doença se espalhar com maior facilidade. 

Da semana passada para cá, foram 70 novos casos de dengue confirmados no Paraná, totalizando 524 casos desde o final de julho. Dez municípios estão em situação de alerta e um em epidemia de dengue. O secretário estadual da Saúde, Beto Preto, reforçou o apelo para que a população contribua no combate ao mosquito transmissor. Dados da Secretaria da Saúde levantados nos últimos quatro meses apontam que 73% dos criadouros do mosquito são encontrados em imóveis domiciliares e comerciais e são removíveis, como vasos de plantas com pratinhos que acumulam água, recipientes de degelo em geladeiras, bebedouros, pequenas fontes ornamentais, materiais que ficam armazenados a céu aberto em depósitos de construção, pneus e sucatas. 

Os imóveis que ficam desocupados, como casas de passeio e no Litoral, também são locais que a Secretaria da Saúde aponta como de alto risco para gerar criadouros, e faz o alerta para que os proprietários realizem uma varredura de combate ao mosquito. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário