segunda-feira, 6 de janeiro de 2020

BRDE libera R$ 850 milhões apenas no Paraná em 2019

O primeiro ano do governo Ratinho Junior foi marcado por uma significativa retomada da atividade econômica no Estado. E o BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul -, no Paraná, exerceu papel de protagonismo nessa evolução.

Ao longo de 2019 o BRDE no Paraná viabilizou a oferta de R$ 850 milhões de crédito a empresas paranaense, em vários segmentos econômicos. Mais do que o crédito em si, é o resultado da aplicação desses recursos que faz a diferença. A viabilização do crédito pelo BRDE contribui com a geração de empregos, melhoria dos salários e com o desenvolvimento de negócios que geram prosperidade e contribuem para o crescimento da economia no Paraná.

Apenas no cooperativismo paranaense, foram mais de R$ 387 milhões investidos em projetos prioritariamente voltados para agroindústria, seguido de projetos de melhoria da infraestrutura. O volume total para o segmento considera tanto o financiamento para cooperativas como para cooperados. O papel das cooperativas agropecuárias é organizar atividades econômicas por meio do modelo de associativismo. Ao fortalecer suas atividades, gera-se um estímulo ao aumento da produção e uma melhora no poder de negociação, com condições comerciais mais justas para o produtor rural. 

O apoio ao pequeno produtor também é parte integrante desse processo e gera benefícios para todo o setor do agronegócio. Não por acaso, este setor representa 65% de toda a carteira ativa do BRDE no Estado, com mais de R$ 180 milhões em crédito para os agricultores paranaenses apenas em 2019. Como resultado, gera-se impacto positivo em toda a produção do setor, além do aumento na geração de postos de trabalho. Os números positivos do setor evidenciam o acerto dessa estratégia: levantamento sobre a produção do terceiro trimestre divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que o Paraná apresentou crescimento no abate de cabeças de suínos, de frango, na produção de leite e ovos. E segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), vinculado ao Ministério da Economia, o Estado abriu 66.901 novas vagas considerando todos os segmentos até outubro. O secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara explica que “Um fator importante foi o aumento na exportação de proteína animal do Paraná para a China”. “O ambiente político no Estado é muito bom e que, portanto há uma retomada interessante no processo de crescimento”, destaca o Secretário.

Outro segmento onde a atuação do Banco fez a diferença foi o de micro, pequenas e médias empresas. Há tempos, esse segmento vem se consolidando como uma das principais forças no processo de geração de novos postos de trabalho. Com o investimento do BRDE da ordem de R$ 135 milhões para micro e pequenas e mais R$ 261 milhões a médias empresas, empresários de pequenos e médios negócios puderam contar com um apoio determinante para contribuir com os bons números da economia paranaense.

O BRDE também é o principal agente financeiro do Fundo Geral do Turismo (Fungetur). Mesmo atuando somente em três estados, o banco é responsável por 48% do total de operações do Fundo em todo o País, com destaque para o Paraná, onde foram investidos mais de R$ 65 milhões, via Fungetur, em hotéis, pousadas, centros de convenções, parques temáticos e aquáticos em diversas regiões do Estado. O desempenho fez com que o Ministério do Turismo ampliasse o limite disponibilizado ao BRDE para novas contratações, o que se traduzirá em apoio ainda maior ao setor nos próximos anos.

Inovação tem sido palavra de ordem e uma das prioridades do atual Governo do Estado. Por essa razão, o BRDE destinou R$ 81 milhões a projetos ligados à inovação em empresas paranaenses de diversos segmentos. A esse recurso, somam-se ainda R$ 58 milhões destinados para eficiência energética e R$ 165 milhões para o setor de energias renováveis. Foram atendidos projetos que, por natureza, também são inovadores e orientados a aumentar a diversificação da matriz energética do estado e a promover um futuro cada vez mais sustentável e orientado ao uso de energias renováveis e não poluentes. Além de projetos para geração de energia através do sol, denominados sistemas fotovoltaicos que tradicionalmente incorporam o portfólio de investimentos do Banco, em 2019 também foram financiados PCHs (Pequenas Centrais Hidroelétricas) e CGHs (Geradoras Hidroelétricas).

Todos esses resultados, ao longo de 2019, foram potencializados pela visão estratégica do Governador Ratinho Junior, que criou, ao longo do ano, o Sistema Paranaense de Fomento, no qual somam-se ao BRDE, a Fomento Paraná e a Invest Paraná. O SPF tem como objetivo assegurar que as ações de cada uma das instituições envolvidas tenham estreita conexão com a visão que o atual Governo possui para o futuro do Estado, e garantir que as três instituições atuem sempre de forma complementar, sem sobreposição de ações e desperdício de esforços.

O diretor de operações do BRDE, Wilson Bley Lipski, ressalta a importância do trabalho em conjunto: “A criação do Sistema Paranaense de Fomento está possibilitando que, pela somatória de ações das instituições envolvidas, alinhadas à visão estratégica do Governador, o estado do Paraná continue avançando de forma cada vez mais rápida e efetiva, na direção de ser não apenas o estado mais moderno e inovador do Brasil, mas também aquele com mais oportunidades, melhor ambiente para os negócios, e mais justiça social”.

Heraldo Alves das Neves, diretor-presidente da Fomento Paraná, destaca a complementariedade do SPF: “O Sistema Paranaense de Fomento representa um marco na criação de sinergia entre as instituições paranaenses de fomento às atividades econômicas. A atuação de forma complementar e organizada possibilita foco, racionalização de recursos e maior assertividade no implemento e na manutenção de investimentos no Estado do Paraná. Para a Fomento Paraná é importante fazer parte dessa estratégia que tangibiliza a visão do governador Ratinho Junior”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário