Procure a matéria - Aqui

SLIDES

quarta-feira, 22 de janeiro de 2020

Homem é condenado a 16 anos de prisão por morte de ex-agente penitenciário e morador de Borrazópolis

Otávio Fernando

Rodrigo Martins ao  lado de sua mãe
Aconteceu na data de ontem ((21) no Fórum de Maringá, o julgamento de Otávio Fernando de Paula, de 33 anos, o vulgo “Tuki”, acusado de ter matado o ex-morador de Borrazópolis, Rodrigo Martins de Almeida, conhecido como "Digola" que na época tinha seus 30 anos de idade. Segundo informações do Repórter André Almenara de Maringá, o Otávio Fernando que já está preso há quase três anos em Londrina foi condenado pelo corpo de jurados em 16 anos e seis meses de detenção pela morte do ex-agente de cadeia Rodrigo Martins. O crime de homicídio contra a vítima ocorreu no dia 4 de setembro de 2016 na Rua Bragança, zona 7. (Clica aqui e confira) Otávio Fernando na companhia de Israel de Oliveira Lopes, que foi assassinado, usaram uma camionete VW Amarok para a fuga. O veículo foi visto passando por mais de cinco vezes na frente da casa onde residia uma pessoa ligada ao ex-agente de cadeia. A vítima que tinha deixado um estabelecimento comercial na Rua Paranaguá foi surpreendido pelos assassinos quando entrava em seu automóvel. Rodrigo Martins foi executado com mais de 17 tiros de pistola calibre 380. A perita criminal recolheu da cena do crime mais de 25 estojos deflagrados. A investigação na época apontava um possível crime passional. Otávio e Israel já tinham sido presos em diversos crimes na cidade de Maringá.

Nenhum comentário:

Postar um comentário