Procure a matéria - Aqui

SLIDES

domingo, 22 de março de 2020

Governo decreta transmissão comunitária em todo o Brasil

O Ministério da Saúde publicou nessa sexta-feira uma portaria em que declara estado de transmissão comunitária do novo coronavírus em todo o Brasil. O objetivo é uniformizar a maneira de lidar com a doença.

A transmissão comunitária é uma modalidade de circulação na qual as autoridades de saúde não conseguem mais rastrear o primeiro paciente que originou as cadeias de infecção, ou quando esta cadeia já envolve mais de cinco gerações de pessoas.

Antes da publicação da portaria, alguns lugares registravam apenas casos importados, quando a pessoa contrai o vírus em viagens ao exterior, ou a transmissão local, quando alguém é contaminado por contato com uma pessoa infectada em outro país. As situações de transmissão comunitária significam que o vírus está mais disseminado e requer mais cuidados.

Até essa decisão do ministério, a transmissão comunitária da covid-19 havia sido registrada em São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Porto Alegre, Belo Horizonte e na região Sul de Santa Catarina.

A partir de agora, a orientação para todos os brasileiros é de isolamento por duas semanas e vale, principalmente, para quem apresentou sintomas como falta de ar, febre, dor de garganta e tosse seca, e também para quem mora com pessoas que tenham esses sinais de infecção. Ou seja, devemos evitar ficar perto de outras pessoas e só sair de casa se for extremamente necessário. Essa recomendação deve ser seguida, principalmente, por quem tem mais de 60 anos.

Quem tiver esses sintomas deve consultar um médico. O profissional pode emitir um atestado para a pessoa com sintomas de covid-19, que será válido também para quem mora com ela. Para isso, o paciente deve informar o nome completo dos demais parentes ou moradores da casa. Esse atestado é importante para justificar o afastamento do trabalho e evitar punições, como o desconto do dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário