Procure a matéria - Aqui

SLIDES

quinta-feira, 24 de setembro de 2020

Golpista engana vendedor e compradores de carro anunciado na OLX e leva R$17.500 reais em Borrazópolis

A Polícia Militar de Borrazópolis registrou nesta quarta-feira (23) o caso de duas vítimas que não residem no município e que caíram no velho e manjado golpe aplicado via site de vendas OLX. A vítima (comprador) de inicial V., ficou sem R$ 7 mil e outra vítima de inicial G. (comprador) ficou sem R$500 reais ao também depositar a quantia na conta bancária dos golpistas. Os estelionatários utilizaram o veículo do morador de Borrazópolis que tem as iniciais T., que estava à venda, para atrair o interessado na compra do carro cujo valor estava bem abaixo da tabela.

Confira na íntegra o registro no Boletim de Ocorrências:

CASO 1 - Esta equipe realizava patrulhamento pela Rua Minas Gerais quando foi acionada por dois populares do sexo masculino (T. e V.), T. passou a declarar que no dia 20/09/2020 havia colocado um veículo a venda no aplicativo da OLX, sendo que no próximo dia (21/09/2020) um homem o procurou através do aplicativo Whatsapp com interesse na compra do veículo anunciado. O homem solicitou fotos do veículo pois passou a mencionar que faria o repasse deste veículo como forma de pagamento a um terceiro, no entanto não deveria falar sobre valores quando fosse procurado por este terceiro. Após isso, em uma situação distinta, um terceiro indivíduo -o senhor mencionado anteriormente como V.- visualizou no mesmo aplicativo de compras outro anúncio deste mesmo veículo (porém não sendo o anúncio do T.), ou seja, sendo provavelmente um anúncio falso como tentativa de um golpe, diante disto, V. entrou em contato com o golpista (utilizando o mesmo telefone de contato mencionado por T.), vindo ele a afirmar que o veículo encontrava-se na cidade de Borrazópolis. V. diante da informação repassada pelo golpista, foi até a o município mencionado com intenção de encontrar com o suposto anunciante em frente a Prefeitura Municipal de Borrazópolis para ver o veículo anunciado. Neste momento, o golpista passou o contato de V. para T. para que o mesmo apresentasse o veículo, no entanto mantendo a condição de que não fosse comentado nada a respeito de valores com V., usando a desculpa que ele devia a V. e que faria o pagamento através deste veículo, utilizando também deste artifício com V., pedindo também a ele que não falasse nada a respeito de valores quando em contato com T.. Após ter visto o veículo, V. negociou o valor de dezessete mil reais (valor bem abaixo de tabela) com o suposto golpista. Diante disto, T. acreditando que receberia o pagamento, prometeu a V. que faria a transferência do veículo, levando assim V. a realizar o deposito do valor combinado, no dia 23/09/2020, na conta indicada pelo golpista, sendo que tal conta estava no nome de uma mulher como titular (V.F.) vindo a enviar um comprovante a ele. Após isso, o golpista enviou ao senhor T. um outro comprovante, tendo como titular da conta um outro homem (A.), porém ao verificar sua conta por diversas vezes, verificou que o suposto pagamento através de transferência bancária não havia sido realizado. Após isso, as duas vítimas (T. e V.) passaram a tentar entrar em contato com o golpista, porém sem êxito, vindo então os dois a chegar a conclusão que teriam caído em um golpe, o que motivou ambos a procurar a equipe policial para que pudesse ser feito o registro dos fatos para que pudessem tomar as providências cabíveis. Diante do todo, ambos foram orientados de todos os procedimentos a serem adotados.

CASO 2 - Compareceu até o DPM o senhor (G.) o qual passou a relatar que havia deslocado até a cidade de Borrazópolis com o objetivo de verificar um veículo anunciado no aplicativo Facebook pelo valor de dezoito mil reais, anunciado por uma pessoa do sexo masculino (A.). Para que pudesse segurar a compra do referido veículo, depositou o valor de quinhentos reais em uma conta que tinha como titular um homem (M.). A vítima, após chegar ao DPM a procura de orientação e providências, tomou conhecimento que outras pessoas já haviam registrado fatos semelhantes e que ele provavelmente havia caído em um golpe. Diante da situação, a vítima foi orientada de todos os procedimentos cabíveis e Boletim de Ocorrência Unificado foi encaminhado a Polícia Civil para conhecimento e providências cabíveis.

Somente neste golpe envolvendo o carro de Borrazópolis, o estelionatário levou das vítimas, R$17.500,00 mil reais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário